Erro 404 – Não perca mais visitantes com esse guia para WordPress

erro-404-guia-wordpress-topo

Um erro não pode ser desculpa para outro erro. Quando erros acontecem, é imprescindível que possamos aprender com estes mesmos erros, evitando repeti-los no futuro. O mesmo vale para o “Erro 404”, também conhecido como Erro de “Página Não Encontrada”. Veja abaixo a imagem de duas telas, infelizmente muito comuns para páginas de Erro 404:

paginas-erro-404

Se seu website apresenta uma tela semelhante a uma destas, atenção! Você precisa tomar uma atitude com urgência para corrigir isso, pois certamente está perdendo visitantes para a concorrência.

É preciso entender o que se passa na cabeça de um usuário quando visita seu site pela primeira vez e se depara com uma tela dessas. É óbvio que nesse momento ele possui outras expectativas e se acabar encontrando uma página sem saída, com certeza não vai seguir a navegação dentro do seu site; isto é, vai fechar a janela do navegador onde está seu site e visitar o site de seus concorrentes para procurar o que ele precisa. Assim, você pode dizer adeus ao engajamento do seu site.

Como não perder o visitante

É simples! Ao invés de apenas identificar o problema, a página de Erro 404 do seu site deve oferecer a solução ao visitante. Não só para o visitante atual, mas permitir que você evite que esse erro ocorra novamente.

Lembre-se que se seu visitante está nessa página, é muito provável que ele tenha chegado ali através de um link, então o erro com certeza não é dele, certo? Se concordarmos com isso, é muito importante que comece com um pedido de desculpas, assim como o Facebook faz em sua página de Erro 404.

erro-404-facebook

O que uma página de Erro 404 deve conter:

É muito importante que a página de Erro 404 ofereça claras opções de saída, para que o mesmo continue a navegação pelo seu site. Sendo assim procure ao menos utilizar:

  • Formulário de pesquisa;
  • Link para página inicial;
  • Links para o sitemap do site;
  • Uma bela imagem descontraída;
  • Links para categorias do site;
  • Links para artigos e páginas importantes.

O código abaixo resume bem o que é essencial para uma boa página de Erro 404. Utilize esse código no arquivo 404.php, que normalmente fica alocado na pasta do template:

<?php get_search_form(); ?>
<h3>Você também pode utilizar um dos links abaixo:</h3>
<ul>
	<li><a href="<?php bloginfo('siteurl');?>">Página Inicial</a></li>
	<li><a href="<?php bloginfo('siteurl');?>/sitemap/">Mapa do Site</a></li>
	<li><a href="<?php bloginfo('siteurl');?>/blog">Blog</a></li>
</ul>
<h3>Sinta-se a vontate para navegar entre os últimos artigos:</h3>
<?php 
$s = str_replace("-"," ",$s);
if (count($posts) == 0) {
  $posts = query_posts( array( 'post_type' => 'any', 'name' => $s) );
}
if (count($posts) > 0) {
  echo "<p>Were you looking for <strong>one of the following</strong> posts
    or pages?</p>";
  echo "<ul>";
  foreach ($posts as $post) {
    echo '<li>';
    echo '<a href="'.get_permalink($post->ID).'">'.$post->post_title.'</a>';
    echo '</li>';
  }
  echo "</ul>";
}

É muito importante que a página de Erro 404 esteja compatível com o layout do seu template, caso o contrário, o visitante pode acabar ainda mais perdido e abandonar de vez a navegação em seu site.

Evitando páginas de Erro 404

Até aqui vimos como evitar a perda do visitante, quando o mesmo se encontra na página de Erro 404 no seu site em WordPress. Mas como disse antes, é importante aprender com estes erros. Existem ferramentas que podem ajudar nessa tarefa, entre elas o Google Webmasters Tools. Veja na imagem abaixo como é possível acompanhar a evolução do número de erros de navegação encontrado no seu website.

erro-404-gwt

O WordPress possui vários plugins que podem auxiliar na missão de analisar e corrigir as páginas de Erro 404 encontradas. Gostaria de destacar o plugin 404 Redirected:

Plugin 404 Redirected:

Esse excelente plugin gratuito permite a criação de redirecionamentos por dentro do seu painel de controle. Informando todos os registros de Erros 404 ocorridos no site e permite que o administrador crie com facilidade redirecionamentos 301 ou 302 para páginas válidas em seu site, evitando que os visitantes vejam a página de Erro 404.

Uma excelente possibilidade deste plugin é o redirecionamento automático, que pode ser criado com base na melhor correspondência possível para uma URL inválida, redirecionando o visitante para uma página válida com URL mais relevante ao conteúdo procurado. Para o bom funcionamento desse redirecionamento automático, é preciso que seu conteúdo esteja bem organizado e categorizado corretamente, e que as URLs sejam relevantes ao conteúdo, conforme as boas práticas de SEO.

O fato de o plugin fazer parte do trabalho automaticamente não significa que você possa relaxar com o Erro 404. É preciso verificar a evolução do número de erros ocorridos. O próprio plugin oferece uma aba de estatísticas interessantes para essa análise.

Mas é muito importante conferir a os redirecionamentos automáticos, a fim de não redirecionar o visitante para um conteúdo muito diferente daquilo que está dentro de suas expectativas. Fora que é preciso ficar atento para identificar se o plugin está gerando algum loop de redirecionamento em seu site.

Fonte: Imasters

Postagens Relacionadas