SEO deve ser técnico ou estratégico?

seotecnicoouestrategico_topo

O mercado de SEO tem apresentado fortes sinais de evolução e amadurecimento, em partes por conta da última grande atualização do algoritmo do Google, o update Hummingbird, em partes pela necessidade das empresas de aumentar os seus resultados. Essa atualização representou um “imperativo categórico” para que se mudasse a forma de pensar e desenvolver o trabalho de search engine opitimization não só no Brasil, bem como no mundo.

Felizmente, essa evolução pode começar a ser percebida no mercado, seja do ponto de vista dos profissionais, que têm buscado uma formação mais profunda com a nova oferta de cursos existentes no mercado, ou seja dos contratantes, que têm procurado um SEO moderno e preparado para o futuro – e focado principalmente em resultados. Ao contrário do que muitos têm falado, SEO não morreu, mas mudou drasticamente – pelo menos na forma que muitos o conheciam.

Em conversas com clientes, colaboradores e parceiros, tem transparecido uma necessidade pungente do mercado, que pode se traduzir numa pergunta simples e direta, que sob diversas formas tem sido feita: “que tipo de SEO você faz? um SEO técnico ou estratégico?”

Que tipo de SEO você faz?

A resposta a essa pergunta aponta a dois caminhos totalmente diferentes. Os profissionais e empresas que focam em um SEO meramente técnico tendem a ser engolidos pelo Google Hummingbird, que vai corrigindo e calibrando o seu algoritmo para trazer somente os resultados merecedores das melhores posições.

Na outra ponta, temos a grande necessidade das empresas por uma consultoria de SEO que também seja uma consultoria de negócios. O trabalho de SEO, para continuar a trazer bons resultados, pode e deve interferir nos negócios do cliente. Isso porque mecanismos de busca são sobre a intenção do usuário e, a partir da análise de métricas comuns ao SEO (volume de pesquisa, crescimento da busca, etc.), podemos identificar tendências e verdadeiras oportunidades de negócios.

Muitos contratantes estão dizendo em alto e bom tom “nós queremos um SEO estratégico”. Então, pois bem, como corresponder a essa demanda crescente do mercado?

SEO além do on-page e do off-page

A parte técnica e operacional do SEO continua muito importante, afinal de contas são poucos os profissionais que têm um conhecimento bastante amplo sobre todo o funcionamento da world wide web. Embora raros os profissionais com este calibre, o mercado tem priorizado na escolha dos serviços de SEO outras coisas que, em última análise, terão maior impacto nos resultados:

1) Performance – quais resultados o SEO irá gerar, seja em número de visitas, conversões ou inclusive receita;

2) Marketing – uma vez que o trabalho de SEO pode envolver alterações dentro do site, é preciso que essas otimizações estejam alinhadas com o posicionamento da marca e a sua estratégia de mercado;

3) Planejamento – dada a complexidade e amplitude das ações de SEO, é necessário possuir um planejamento racional e viável das ações que serão implementadas;

4) Transparência – quais as estratégias serão abordadas? Quais as ações a serem tomadas? Caso alguma implementação seja brecada, haverá alternativas? O cliente deve conhecer e participar das ações, sendo bem claras as responsabilidades de cada um dos lados;

5) Relacionamento – muitas vezes o relacionamento com o cliente não é priorizado, e isso costuma ser uma grande barreira para o sucesso do SEO; manter um bom relacionamento aumenta a satisfação do cliente e também o engajamento com o trabalho de SEO, por isso é necessária uma equipe dedicada a isso, como há nas agências de publicidade.

A nova safra de SEOs no Brasil

Por conta dessas profundas mudanças no mercado de SEO, que já podíamos identificar mesmo antes do lançamento do Google Hummingbird, a Conversion lançou um curso totalmente inovador para formação de profissionais de SEO que estejam preparados para todas essas novas demandas, o #GerenteSEO. Esse curso apresenta aos profissionais do mercado a maneira que a Conversion tem feito seu trabalho de SEO e a sua expertise em gerar negócios.

O nosso objetivo é colaborar na formação de profissionais aptos a lidar com todas as transformações do mercado. Para isso, trouxemos para o mercado de marketing na Internet o Método de Caso, que utiliza exemplos práticos e desafios que encontrarmos no dia a dia de uma consultoria de SEO. Essa metodologia de ensino é utilizada em escolas de negócios, como a Harvard Business School, e sua finalidade é que os alunos sejam ativos no processo pedagógico, sendo a função de professor guiar a turma para que ela própria consiga resolver os problemas.

SEO para gerar negócios

Em suma, seja em uma empresa que faça SEO internamente ou em uma empresa que preste consultoria, o profissional de SEO deve invariavelmente estar apto a pensar fora da caixa, gerar negócios e integrar suas ações com toda a operação do cliente. Isso, sem dúvida, muda a maneira de pensar e executar SEO, pois não precisamos somente de profissionais que conheçam tudo sobre mecanismos de busca, mas de profissionais que entendam como funciona a engrenagem que faz as empresas lucrarem mais na Internet.

SEO não é mais uma parte, SEO é o todo. Quem está preparado para isso?

Fonte: Conversion

Postagens Relacionadas