Página de produto ideal para SEO e UX – Parte 01

paginaprodutoidealseoux-topo

O SEO (Search Engine Optimization) reúne um conjunto de técnicas e estratégias aplicadas em um site para que este melhore o seu posicionamento nos resultados orgânicos dos mecanismos de busca, como o Google. Sim, a definição continua a mesma. O que mudou, com o tempo, é que a experiência do usuário ganhou mais peso na hora de definir o ranking dos bem posicionados. A conta é simples. Quanto mais satisfeito ele ficar ao “clicar”, melhor. Com o lançamento do “Beija-Flor” (ou Hummingbird em inglês), a última atualização do algoritmo, ficou ainda mais claro o fim das páginas que usam táticas pensando apenas em satisfazer critérios técnicos.

Uma boa experiência do usuário é como deixar uma boa impressão a um cliente que passou por uma loja. É tornar sua vida mais simples ao navegar no seu site, o que inclui um conteúdo que apresente o que interessa para ele e uma navegação intuitiva que faça um paralelo com o mundo físico. Não perca o seu tempo e o do seu usuário criando conteúdo que só interessa ao Google, como por exemplo textos repetitivos e cansativos.

Pensando na união desses dois mundos, SEO e UX (User Experience), criamos um modelo de página de produto ideal para satisfazê-los. É possível visualizar na Figura 1 o layout completo dessa página. Olhe com cuidado porque vamos detalhar cada item nas próximas páginas.

pagina-de-produto

Tudo começa apresentando o assunto da página para o Google e para o usuário.  Como estamos na página de um produto precisamos colocar o seu nome no título, no cabeçalho interno e no endereço. Na imagem são os itens 1, 2, 3 e 4.

O título (item 1) é um dos fatores mais importantes para a otimização de uma página. É a parte do seu site que terá mais destaque nas páginas de busca do Google. Ele fica no topo do resultado, acima da URL e da Meta Description (mais abaixo neste artigo).

É importante utilizar o nome do produto no título porque queremos indicar aos mecanismos de busca que as palavras-chaves da página estão relacionadas ao produto. Se você tiver dúvidas de como escrever o nome, faça uma pesquisa de palavras-chave antes para entender como as pessoas buscam por um determinado produto.

Uma boa prática é colocar como padrão o nome da sua loja no final do título. Exemplo: “Samsung Galaxy S4 | NOME DA LOJA”

Perceba que as dicas de como estruturar o título também ajudam o seu usuário a entender sobre qual produto é aquela página e saber em qual loja ele está comprando. Se a palavra-chave que especifica um produto estiver no título, vai ser ótimo também para você falar a mesma língua do seu cliente.

Para o cabeçalho interno (item 2) a ideia é bem parecida. O nome do produto é o que precisa ter o maior destaque para que o Google e o usuário possam entender melhor a sua página. Dessa forma, o nome deve estar no cabeçalho principal, em HTML chamamos de tag H1.

Na maioria das vezes percebemos que o lojista destaca o nome corretamente para o usuário, mas o Google é esquecido. É só incorporar a tag H1 para dar esse destaque. Se quiser incrementar e aumentar o CTR no resultado de busca do Google, utilize a marcação schema.org na tag H1 do produto (detalhes no site http://www.schema.org).

Outro ponto que ajudará bastante na melhoria do ranqueamento no Google e na navegação do usuário é deixar claro o caminho que eles estão percorrendo no seu site. Para isso devemos estruturar corretamente o endereço do produto (ou seja, a URL da página) apresentada no item 3 da Figura 1 e o chamado Breadcrumb (item 4).

A URL de um site é como o endereço de uma casa. Você precisa fornecer um endereço claro e simples para que seus visitantes, no caso o Google e o cliente, consigam chegar com facilidade à sua casa.

Dessa forma, não utilize códigos ou números que só fazem sentido dentro da sua plataforma. Evite URLs com o formato: www.minhaloja.com.br/index.php?ps=prod&c=73&p=40. Uma sugestão é utilizar a URL com uma formação simples, como por exemplo www.minhaloja.com.br/p/NOME-DO-PRODUTO

Essa formação privilegia a simplicidade e facilidade. Ela é interessante porque acaba com problemas de categorização quando um mesmo produto está incluído em diversas categorias, como um salto alto que aparece nas categorias “Calçados” e “Para Mulheres”.

Como a URL é um dos  fatores de ranqueamento e um dos componentes que aparecem no resultado da busca do Google, podemos perceber mais uma vez a importância da pesquisa de palavras-chave para se basear na escrita do nome do produto.

Precisamos fazer com que os seus usuário e o Google saibam exatamente o caminho percorrido no seu site para se localizarem com maior precisão. Nesse caso utilizamos os chamados Breadcrumbs (migalhas de pão, em Português).  A ideia é igual da história de João e Maria: você vai ajudar o seu usuário a se localizar, indicando o caminho com migalhas de pão.

Para e-commerces, podem ocorrer duas situações de navegação. A primeira é que o seu site tem somente uma forma de chegar a uma página específica, por exemplo, uma página do produto Samsung Galaxy S4. Ela provavelmente vai estar dentro da categoria “Celulares > Samsung > Samsung Galaxy S4”.

Mas o que fazer quando um salto alto está dentro da categoria “Calçados” e também na categoria “Para Mulheres”? Nesse caso, o melhor é indicar no breadcrumb exatamente o caminho que foi feito, para o usuário poder reconhecer exatamente o que ele fez. Por exemplo, utilize no breadcrumb a estrutura “Home > Calçados > Salto Alto XPTO”, caso o usuário tenha começado a navegação pela Home, foi para a página de Calçados e depois entrou em Salto Alto da marca XPTO.

Pensando no Google, é importante utilizar a marcação de dados schema.org no Breadcrumb para que apareça no resultado da busca a estrutura de navegação do seu site. Além disso, a categorização da sua loja deve levar em consideração a pesquisa de palavras-chave para ajudar o Google a entender as palavras das suas páginas.

Conseguimos deixar claro para o seu cliente e para o Google o objetivo de cada uma das páginas. Eles já sabem se localizar muito bem no seu site. Mas esse é só o começo.

Fonte: iMasters

Postagens Relacionadas