Como Começar uma campanha de SEO

Como-comecar-campanha-de-seo-topo

É normal acontecer de se ler blogs sobre SEO ou ir em eventos da área, se interessar pelas estratégias e não saber como aplicar o aprendizado em sites. Eu mesma já tive essa dificuldade e não adianta, só se consegue aprender fazendo.

Eu listei abaixo os principais passos pra uma estratégia de SEO. Aplicando essas estratégias básicas, com o tempo percebe-se outros meios de alcançar as metas do site e de suas páginas.

Análise de keywords

É o primeiro e o mais importante passo para determinar quais são as palavras-chave a se trabalhar. O SEO não funciona no “achismo”, não adianta querer aparecer nos resultados de busca por “culinária” se a palavra “receita” é a mais procurada. Por isso é importante saber pelo o que as pessoas estão buscando.

Outras análises: site, concorrentes, referências e mercado

Apesar da pesquisa de palavras-chave ser o mais importante, não podemos deixar de lado outras análises que, em conjunto com as palavras-chave certas, ajudarão a criar as primeiras estratégias.

O Site

No caso de já se ter um site, recolha as principais métricas dele para acompanhar a evolução das mesmas e saber quais estratégias funcionaram ou deram errado.

Nesse primeiro instante, coloque em uma planilha as métricas que deseja aumentar, como quantidade de visitantes, backlinks, quantidade de páginas indexadas, vendas etc. Documente o que achar necessário para que se tenha uma base para comparar e fazer o antes e depois das ações.

Seus Concorrentes e Referências Estrangeiras

Claro que essa parte é um pouco mais complicada, afinal de contas você não possui acesso aos relatórios de métricas deles. Mas é possível saber o que estão fazendo estudando os sites. Tente descobrir quais tipos de campanhas fazem, onde estão sendo linkados, qual tipo de conteúdo possuem publicado. Isso já é um bom começo.

Uma ferramenta free que pode ajudar em algumas métricas é a Google AdPlanner, que mostra uma estimativa de tráfego de outros sites.

Não esqueça de documentar seus estudos e faça isso periodicamente. Talvez de três em três meses seja o suficiente. Faça esse mesmo estudo dos sites estrangeiros. Quase sempre dá para se ter uma ideia que seu concorrente não tenha feito ainda.

Mas cuidado! Nem sempre uma estratégia feita em outro site, pode funcionar no seu, por isso é importante fazer análise das principais métricas frequentemente. Se perceber uma queda agressiva nos relatórios, verifique o motivo e tente consertar o mais rápido possível. E teste sempre!

Nicho de Mercado

Não tem segredo nessa parte. Entenda o que seu nicho está buscando, em quais comunidades seu público alvo está participando, o que compram, TUDO! É dessa forma que se tem mais garantia de retorno. Oferecer algo para um público desinteressado, só vai ser perda de tempo e dinheiro.

Tente documentar o máximo de informações possíveis nesse primeiro momento para fazer futuras comparações.

Começando as ações de SEO em uma página

Depois das análises feitas, use-as para as seguintes ações:

Definir URLs

Já com as palavras-chave escolhidas, defina uma boa URL para o site, caso ainda não tenha um. No caso de já ter um site, divida-o em tópicos com bons subdiretórios.

Obs.: A estrutura de URL é a parte do SEO que podemos considerar como mais complexa das ações. Saber se a melhor forma é usar subdiretórios ou subdomínios, vai de cada site. Existem profissionais que dizem que um é melhor que o outro, no entanto, eu acho que deve ser feito um teste para ver qual funciona melhor.

Título

Depois de definir a URL, o próximo passo são os títulos das páginas. A tag é a primeira tag de relevância lida pelo robô de busca, e por isso deve ser bem trabalhada e conter boas keywords. Mas atenção! Você não vai usar a palavra-chave principal em todas as páginas do site, há não ser é claro, que seja o nome da empresa, produto ou marca. Escreva na <title> o que é relacionado ao conteúdo da página. Por exemplo, um site de “receitas”, na home, pode-se trabalha esse termo, já em uma página de contato deve-se usar “contato” no título ou algo relacionado.

Formas bem escritas de título seriam:

  • Home: <title>Nome do site: texto curto descritivo</title>
  • Outras páginas: <title> Nome da Página | Nome do site </title>

Tente limitar o título em 55 caracteres para que não apareçam cortados nos resultados de buscas (SERPs).

Meta Description e keywords

Apesar do Google não considerar mais essas tags como fatores de rankeamento, é recomendado que estejam no código das páginas pelos seguintes motivos:

  • A tag meta description é usada para aparecer nos SERPs como um resumo do que é o conteúdo geral daquela página. É o texto que aparece logo abaixo do título nos snipets de busca. Não é sempre que é usado o que está dentro da description, em alguns casos, o buscador mostra uma parte do conteúdo da página.
    Snipet
  • As tags description e keywords ainda são usadas por vários outros mecanismos de buscas e sites de bookmarks. Acredite, as buscas não são feitas somente no Google, lembre-se dos buscadores verticais, ou seja, os de nichos.

A Página e o HTML

O HTML inteiro do site deve ser trabalhado usando-se as palavras-chave nas tags corretas.
As principais tags trabalhadas são os links, imagens, ênfases (negrito e itálico) e os cabeçalhos (h1, h2, h3…). Mas não é o suficiente. Além dessas tags, o rankeamento de uma página pode ser influenciado por tempo de carregamento, conteúdo, design, posicionamento dos elementos, usabilidade…. enfim. Cada área da página deve ser estudada para melhor atender o usuário e facilitar a leitura dos robôs de buscas.

Infelizmente, não tem como colocar isso tudo em um único artigo, mas serão novas pautas. A dica que eu posso dar nesse momento é PESQUISE. Uma boa fonte de estudo é o SlideShare. Apesar da maioria dos slides serem apenas pautas de determinado assunto, já é um caminho de coisas para se procurar. Um bom exemplo é esse checklist de SEO onpage feito pelo Cassiano e o Flávio Raimundo apresentado no Search Labs de 2010.

O conteúdo perfeito e os backlinks

É aquele que prende a atenção do usuário, ajuda a encontrar as informações desejadas e o incentiva à compartilhar. Quando o conteúdo é bem escrito, você consegue fidelizar o leitor e ainda ganhar links. E links são ótimos!!!

Backlink é o link que aponta para uma página vindo de um domínio externo. É um dos fatores de rankeamento mais importantes no SEO. A Aline publicou na última segunda um post com 10 dicas de como ganhar links com um blog. Claro que isso se aplica a sites. Basta saber inserir o conteúdo certo nas páginas. Um bom exemplo de conteúdo + produto é o site da Amazon.

6 dicas rápidas de como fazer um conteúdo de qualidade:

  1. Planeje
  2. Separe os assuntos por grupos
  3. Priorize as palavras-chave em cada texto
  4. Escreva com a linguagem do nicho de mercado
  5. Não deixe o texto cansativo, use imagens e bullets
  6. Programe por períodos a publicação de textos, caso seja um blog ou página de notícias

Não esqueça do analytics

Não tem como saber se algo está dando certo se não medir os resultados. Então não se esqueça de cadastrar seu site em um analytics. Uma opção é o Google Analytics, que além de ser free, possui documentação de fácil acesso na web e em livros.

Sugiro que também cadastre o site em ferramentas como o Google Webmaster Tools e no Bing Webmaster Tools. Essas possuem algumas métricas que podem ajudar a saber se o site foi punido ou quais páginas estão retornando erro 404.

Depois de iniciada a campanha

Não adianta nada começar uma campanha e não dar uma continuidade certa para ela. Mas também não existe um padrão, ou seja, cada campanha de SEO deve se adaptar de acordo com suas necessidades.

Mensuração

Como já disse acima, é através da mensuração sabe-se o que está dando certo ou errado. Faça relatórios periódicos para facilitar esse acompanhamento e fique de olho nos picos do seu analytics, os altos e principalmente os baixos.

Saiba priorizar suas metas

Com o tempo você vai perceber que as palavras-chave escolhidas no começo da campanha de SEO podem não dar o retorno esperado ou são mais concorridas que o esperado. No entanto, outras palavras, principalmente as de calda longa -aquelas de buscas mais específicas -, podem surgir no seu relatório de palavras-chave. Saiba dar prioridade à essas palavras para que te dêem um retorno maior, mas sem deixar as palavras-chave escolhidas no começo de lado.

Saiba administrar sua expectativas e/ou de seu cliente

O SEO, por ser um método a longo prazo, pode ser frustrante quando não se tem os resultados esperados, principalmente se o seu site/páginas for de um mercado muito concorrido. Outra coisa que pode te desanimar, são as mudanças do algoritmo do Google. O que é feito hoje pode não funcionar amanhã. Como dito no tópico anterior, suas metas podem mudar, adapte suas expectativas da mesma forma.

O SEO não caminha sozinho

Fique atento a outros tipos de estratégias e às novidades do mercado para levar clientes ao site. Mídia offline é algo que casa bem com isso.

Fonte: SEO de Saia

Postagens Relacionadas