Buscas internas: descubra o que o seu cliente quer

buscas-internas-topo

Você já parou pra pensar na busca interna do seu site? No que ela pode te trazer de informações? Uma busca interna ocorre quando um usuário entra no seu site e de alguma forma procura informações dentro dele (caixa de procurar, por exemplo).

Muitas empresas não dão a devida importância para a procura interna e apenas efetuam a busca retornando uma relação de produtos (por exemplo) e fornecem acesso aos detalhes dele. Pois bem, além disso, o que mais poderíamos fazer? Muito!!! A busca interna nos fala muito da intenção dos clientes, e nos fornece uma forma de melhorar nosso site e trazer ao cliente a informação que ele deseja.

A busca interna possui um diferencial muito importante das buscas externas (feitas por motores de busca, como Google, Bing e Yahoo). Quando um cliente procura algo nos motores de busca e a mesma não leva até o seu site, você não fica sabendo, porém, isso não acontece quando ele efetua a busca interna. Você pode saber perfeitamente qual informação você não ofereceu.

1. Simplifique

Os sites estão se tornando cada vez maiores, mas isso não significa que eles têm que ser mais complexos. Torne sua busca dinâmica, ajude seu usuário com informações: desde uma simples caixa de auto completar enquanto ele estiver escrevendo o que deseja procurar, como disponibilizar caixas ou links de filtro dinâmicos, como por fabricante, produto, valor, etc a partir do resultado.

2. Descubra a usabilidade de seu site

Os termos de busca podem lhe fornecer informações sobre a usabilidade de seu site e sobre o quão fácil está encontrar alguma informação. Por exemplo, se você tem uma busca grande por “endereço” em sua caixa de busca, pode significar que o seu link de “contato” não esteja muito visível aos usuários. Com isso, você pode pensar em uma maneira de ajudar o usuário a encontrar a informação de forma mais rápida.

3. Analise os resultados das buscas

3.1 Meça a profundidade das buscas

Quando um cliente faz a busca em seu site e ele navega por muitas páginas (mais que duas, por exemplo) pode ser um sinal que você não está retornando dados relevantes para ele. Considerando que ele navegou por dois níveis de procura, ele visualizou em torno de 40 produtos até encontrar o que queria.

3.2 Analise a origem

Verifique a origem dos clientes que utilizam a busca, e se questione sobre ela, por exemplo: analise os clientes que entram em seu site pelas suas campanhas e realizam busca, por que eles estão fazendo busca sendo que suas campanhas são direcionadas? Eles estão procurando a mesma informação da campanha ou outras diferentes?

Os clientes que vêm do motor de busca do Google são diferentes dos que vem do Bing? Os motores estão indexando a sua informação de forma igual? Os clientes novos estão realizando a mesma quantidade de busca que os antigos? Eles voltam e procuram a mesma informação ou informações diferentes?

3.3 Análise de buscas sem retorno

A análise de buscas sem retorno fornece informações preciosas, como por exemplo: erros de ortografia, tanto na parte de seu site como dos usuários, onde você poderia corrigir o seu erro e quando for do usuário, você poderia retornar o termo correto para ele. Abreviações, pois às vezes seus clientes procuram algo pela abreviação e não pelo nome do produto, coisa que acontece muito em jogos.

Ao ajustar para termos parecidos ou mais conhecidos, facilita. Se os usuários estiverem procurando copo, e você cadastrou como frasco de vidro, seu produto não será encontrado.

Quando o cliente não encontrar o que deseja, forneça uma forma rápida dele entrar em contato com você. Apresente um link que o direcione para um formulário de contato, por exemplo. É uma forma rápida de descobrir suas intenções.

3.4 Antecipar o futuro

Antecipar o futuro e se atualizar é primordial. Se os usuários estão procurando um produto que você não comercializa, então, está na hora de pensar nele. E se você conseguir prever algo muito antes que seus concorrentes, você está a mais de um passo à frente deles.

4. Essa informação foi útil

Pergunte ao seu cliente se a informação que você deu foi útil. Esta é uma forma direta de descobrir como esta a usabilidade de seu site.

1.5 Conclusão

Desta forma, apresentamos alguns meios de obter mais informações das buscas internas, para, assim, tomarmos algumas ações encima delas. Vale lembrar que essa análise pode mudar de acordo com o nicho de mercado que seu site trabalha, logo, a realidade de uma empresa pode ser diferente de outra.

Fonte: Imasters

Postagens Relacionadas