Efeitos que o SMO têm sobre o SEO

efeitos-smo-sobre-seo-topo

O termo SMO (Social Media Optimization) se refere a otimizações que são feitas nas mídias sociais. Hoje, não basta somente ter quantidade grande de seguidores se não houver uma interação entre eles através de comentários, likes, shares ou, no caso o Twitter, haver retweets. Se a sua marca está consolidada nas mídias sociais, inevitavelmente tem chances de posicionar bem nos resultados do Google.

Este vídeo do Matt Cutts fala exatamente sobre como é o posicionamento do Google em relação aos resultados sociais.

Realizei um teste com o Google+ com objetivo de descobrir se ele tem algum efeito direto nos resultados das SERPS. Verifiquei que, em alguns momentos, existe uma atualização constante e uma interação maior na rede social do Google, e é aí que os resultados das buscas se tornam mais interessantes. Entretanto, o Google+ não ainda “pegou” aqui no Brasil, mas acredito que é questão de tempo para o usarmos com muito mais frequência.

As mídias sociais normalmente são um grande termômetro através do qual podemos ter uma noção de como nossa marca está sendo aceita, por isso é sempre importante medir os resultados, acompanhar o desenvolvimento das estratégias e analisar todo o cenário atual, fazendo comparações e ajustando onde for necessário, numa análise contínua.

Visitas e engajamento social

Há dois aspectos importantes em que a popularidade social influencia o SEO: visitas e engajamento social.

Se o seu site recebe muitas visitas, o Google pode lhe beneficiar com melhores posições, já que as pessoas estão encontrando informações relevantes dentro dele. E se a sua marca possui engajamento dentro do Facebook, do Twitter e de outras mídias sociais, a chance de isso acontecer aumenta.

Não faça venda, faça relacionamento

Um e-commerce vive de vendas, mas imagine como seria chato se a todo instante aparecessem promoções de uma determinada loja em nossa timeline. O interessante é que haja um relacionamento com o cliente para que uma fidelização seja criada.

Você não precisa forçar seu cliente a ir para a sua loja – faça-o querer vir comprar com você. E isso só é possível se o cliente não se sentir pressionado.

Faça perguntas

Umas das formas de conseguir uma melhor interação é fazendo perguntas de forma natural.

Por exemplo, se a empresa é de tecnologia e postou um link para “Guia de presentes tecnológicos para 2013″, no mesmo post, poderia existir uma pergunta direcionada aos usuários para saber que “presente nerd” eles gostariam de ganhar durante o ano. Ou a empresa poderia perguntar aos usuários o que eles acham que deveria estar no topo da lista como o item mais geek do ano, ou o que vai “bombar”. Apenas cuidado com a forma de falar – é importante que as perguntas sejam feitas na linguagem dos usuário, que podem a vir se tornar clientes.

Os usuários do Facebook, e de outro sites, estão usando as mídias sociais para passar o tempo. Portanto, a maioria deles é mais receptiva a perguntas casuais e inteligentes, e aos conteúdos disponibilizados através da mídia social.

Levante questionamentos

Pegue um artigo que saiu recentemente e peça a opinião de seus usuários. Vejo marcas de cervejas e canais de esporte fazendo isso muito bem. Exemplo: Técnico Felipe Scolari disse que Brasil tem a obrigação de ganhar a Copa do Mundo – você concorda com ele?

Use vídeos, fotos e imagens para se comunicar

Não fique somente em textos, mas se comunique por vídeos, fotos e imagens. Muitas vezes, a mensagem será melhor encaminhada se for veiculada por uma mídia que não seria trabalhada normalmente.

Mensure

Não adianta um ótimo trabalho nas redes sociais, se você não consegue medi-lo. Veja a ferramenta URL Builder, na qual é possível criar suas URLs já no formato que será acompanhado no Google Analytics. Assim, você saberá qual campanha está tendo maior sucesso que outras, quantos cliques, taxas de conversões, valores em vendas etc.

Vamos colocar um exemplo de uma campanha de links patrocinados, feita no Facebook, sobre chuteiras para um e-commerce, e você deseja saber quantas pessoas compraram seus produtos a partir dessa campanha. Os parâmetros para montar sua URL deverão ser os seguintes:

utm_source=facebook

Indica a origem do clique; no caso, o Facebook.

utm_medium=cpc

Insere o meio em que a campanha está sendo veiculada – se é pago, orgânico, comparadores, patrocínios, e-mail marketing etc.

utm_term=calcados+chuteiras

A que se refere a campanha.

utm_content=banner_jovens_idade_18

Pode colocar a data em que foi lançada a campanha ou o local onde fica o link no banner, além de informações do seu público.

utm_campaign=campanha_carnaval

O nome da campanha de fato, para ser identificada dentro do Analytics.

Usando a ferramenta, a URL a ser distribuída nas mídias sociais seria esta:

http://www.meusite.com.br/?utm_source=facebook&utm_medium=cpc&utm_term=calcados%2Bchuteiras&utm_content=banner_jovens_idade_18&utm_campaign=campanha_carnaval

Open Graph

O Facebook criou uma codificação na qual é possível escolher as imagens que devem ficar no link no momento da postagem dentro da timeline. Assim, é possível colocar o título e a descrição do link postado que queremos. Não é recomendável deixar o próprio Facebook fazer isso, porque acaba não ficando tão bom quanto gostaríamos.

<meta name="description" content="Lorem Ipsum is simply" />

<meta property="og:title" content="Olá Mundo, salvem as baleias"/>

<meta property="og:site_name" content="Conteúdo para teste"/>

<meta property="og:type" content="article"/>

<meta property="fb:app_id" content="ID_DA_SUA_CONTA">

<meta property="og:url" content="http://url-do-conteudo.com.br/" />

<meta property="og:image" content="http://url-da-sua-imagem.jpg" />

Testar é preciso

Não existe receita de sucesso, e é sempre importante a realização de testes no seu e-commerce. Todas as dicas aqui mencionadas lhe trarão bons resultados, mas, se integradas a outras boas práticas, seu trabalho será otimizado e consequentemente melhores resultados virão.

  • Faça anotações dentro do Analytics em cada teste realizado, assim voce terá a real noção se as alterações são frutos de um bom trabalho ou de possíveis updates do Google, como o Panda.
  • É importante acompanhar os principais profissionais no Twitter, que sempre estão comentando algo imporante. Nossa área sobrevive com o compartilhamento de conhecimento.
  • Outra fonte de pesquisa, onde poderá realizar testes de suas técnicas, é o desafio anual de SEO. Nos meses de janeiro e fevereiro é realizado um desafio entre profissionais de SEO, no qual é definido um termo que não existe e nunca foi pesquisado no Google. Quem terminar em primeiro lugar é o vencedor após 40 dias. O termo deste ano é “Eletrikus Brasiliensis”. Nesse desafio, o mais importante são os testes realizados.

Estou participando com o site eletrikusbrasiliensis-site.com.br e tenho percebido que o conteúdo tem surtido efeito positivos em posicionamento, mas a falta de um engajamento desse mesmo conteúdo não mantém o post em melhores posições.

O que tenho visto é que as estratégias de links ainda são muito fortes. Ter bons sites recomendando o seu faz uma diferença absurda.

Outro fator importante que pude perceber é o engajamento dos usuários. Fiz uma campanha na qual houve uma grande visitação no site, com vários comentários e baixa taxa de rejeição. Percebi um grande salto nas SERPS, mas, assim que terminou a campanha, o site caiu de posicionamento.

Sem uma boa estratégia definida, o site fica variando de posições. O Google procura resultados relevantes, e esse deve ser nosso objetivo. Nossos testes são realizados para encontrar uma melhor forma de mostrar para o Google que também temos um site qualidade.

Cada teste é feito para verificar quais técnicas de fato estão dando mais certo com uma força maior que outras. Assim, podemos usá-las nos próximos meses do ano em ambientes de produção.

Fonte: Imasters

Postagens Relacionadas