Como extrair o “ouro” das redes sociais

como-extrair-ouro-redes-sociais-topo

Há poucos anos atrás quase ninguém reconhecia as redes sociais como fonte de informações úteis para as empresas e muito menos o seu poder e impacto comercial. As corporações modernas estão pensando nas mídias sociais não só como um canal de relacionamento, mas sim como mais um canal de vendas objetivando um maior retorno financeiro. Especialistas nesse tema vislumbram que o mercado está caminhando para grandes mudanças na forma de interação entre consumidores e empresas e também na formulação das estratégias de marketing. Prevê que o resultado será uma maior abrangência na comunicação, dirigida a um público cujo perfil demográfico e psicográfico será totalmente conhecido pela empresa, e ainda a possibilidade de realizar muito mais ofertas e customização de produtos e serviços a cada segmento dos seus consumidores.

Além de ser um ponto de encontro entre amigos e familiares, o Facebook, por exemplo, é a maior base de dados global a incluir afinidades individuais, preferências e inclinações. Com milhões de usuários, é uma fonte rica de dados para as organizações, pois os usuários atualizam constantemente seus perfis, algo que não é possível fazer com tanta agilidade e frequência em nenhuma base de dados corporativa. Nenhuma outra fonte de dados no mundo é capaz de fornecer algo parecido, contendo informações desse excepcional volume de pessoas e com tanta riqueza de detalhes.

Os profissionais da área de marketing podem extrair daí informações para melhor segmentar campanhas e desenvolver conteúdo e ofertas mais relevantes. Afinal, as pessoas compartilham informações poderosas, que podem ser utilizadas pelas empresas, sem ferir as regras de privacidade do Facebook. Uma joalheria, por exemplo, pode aproveitar a riqueza de informações dos dez milhões de consumidores ativos em redes sociais e saber quem são as 37 mil pessoas que se casarão nos próximos meses. Isso é perfeitamente possível levando em consideração que, quando uma garota fica sabendo de seu casamento, uma das primeiras coisas que faz é usar sua rede social favorita para contar aos seus amigos. Ou seja, trata-se de uma forma, que não demanda grandes esforços e está livre de desgastes, de conhecer seu público.

Ao tomar conhecimento do que realmente essas futuras noivas gostam, fica fácil ofertar o que há de melhor e na hora mais oportuna. Sem falar do acesso direto às demais preferências e desejos desses usuários, como por exemplo, vontade de sair de férias, gostos musicais, os lugares que gostam de visitar e o que lhes desagrada.

A maioria das empresas usa as mídias sociais para mapear a imagem da marca, mas não para extrair informações valiosas e monetizar este conhecimento. A dúvida é como “caçar” esses dados e levá-los para o seu CRM? Algumas aplicações segmentam o público-alvo utilizando dados demográficos, como faixa etária, estado civil, localização, sexo, renda, nível educacional, entre outros, o que não é suficiente. No entanto, existem empresas que têm prestado cada vez mais atenção nas tecnologias de mídias sociais e desenhado estratégias para ajudar organizações a ingressar nesse universo e ampliar os negócios, por meio do Facebook, por exemplo; Elas estão empregando toda sua expertise em inteligência de negócios e desenvolvendo aplicativos que possibilitam realizar campanhas, vendas e obter um maior ROI sobre os investimentos do marketing nas redes sociais.

Esses aplicativos permitem saber quem são os “fãs” da companhia, o que eles gostam, quais grupos pertencem, entre outras especificidades. É possível cruzar essas informações com o banco de dados de clientes e desenvolver campanhas em linha com o perfil de um grupo de pessoas, extraindo preferências culturais, gostos sobre produtos e atividades que realizam. A ideia é que com esses dados em mãos as companhias possam desenvolver melhor suas estratégias de marketing e realmente beneficiarem-se dessa grande adesão. As redes sociais podem sim ajudar a melhorar o faturamento e presença de mercado. Quando as empresas entenderem o poder dessa poderosa ferramenta, sairão à frente da concorrência e ganharão destaque no mercado.

Fonte: Proxxima

Postagens Relacionadas