3 dicas para publicar um anúncio de sucesso no Linkedin

anuncios-linkedin-topo

Pouca gente sabe, mas no LinkedIn, assim como no Facebook e no Google, é possível publicar anúncios, num formato muito semelhante aos destes dois últimos. Sim, o site de relacionamento profissional mais popular do mundo também permite essa interessante forma de promoção de um produto ou serviço, que não precisa estar necessariamente vinculada à área de recursos humanos.

Logicamente, a preferência é por assuntos profissionais, mas o anúncio pode ser sobre locação de salas para escritórios, softwares de administração, cursos à distância, enfim, o que o anunciante desejar. Apesar da semelhança no formato, o LinkedIn Ads, como é denominado, possui algumas peculiaridades que o distinguem das outras redes.

Uma delas é o idioma. Só são aceitos, por enquanto, anúncios em inglês. É possível redigir o texto em português mas, logo após o processo ser concluído, seu anúncio será reprovado. A landing page (página que o internauta será encaminhado ao clicar no anúncio) pode ser em português ou outro idioma.

Outro fator de destaque é o preço. O lance mínimo do clique é de US$ 2,00 e o budget diário não pode ser inferior a US$ 10,00. Faz sentido. O público do LinkedIn (150 milhões de pessoas) é muito mais seleto – os maiores CEOs do mundo são usuários do serviço – do que outras redes, como o Facebook, o Google+ e o Twitter. Confira a seguir 3 dicas sobre como publicar um anúncio de sucesso no LinkedIn.

Faça variações de anúncios: o LinkedIn Ads permite o cadastro de campanhas com até 15 anúncios. O LinkedIn recomenda pelo menos 3 variações de anúncios, mudando título, imagem, texto e “calls to action”. O sistema detecta os anúncios com a melhor performance e, gradativamente, passa a exibir com maior assiduidade aqueles com desempenho mais relevante.

Segmente o público certo: o LinkedIn Ads possui um sistema de segmentação que, além dos clássicos “localização, sexo e idade”, também permite escolher seu público por ramo empresarial, área de atuação, cargo e grupos de interesse. Dessa forma, pode-se impactar um público seleto, que pode ser de CEOs de multinacionais nos Estados Unidos, gerentes de TI de médias empresas na Austrália, professores de pós-graduação de uma disciplina específica no Brasil, etc.

Adeque o budget e monitore o CTR: a partir de sua segmentação, o LinkedIn Ads sugere o valor a ser pago pelo clique e o budget diário. O ideal é começar com o valor sugerido e ir alterando de acordo com a performance da campanha. Um anúncio com bom desempenho precisar ter CRT acima de 0,025%.

Antes de terminar, mais duas dicas extras:

Dica 1: o dia com maior tráfego no LinkedIn é quarta-feira.

Dica 2: Também é possível publicar banners (em português) no LinkedIn. O gasto mínimo precisa ser de US$ 25 mil. Mais informações na página http://advertising.linkedin.com/contact

Fonte: Coletivo MídiaBoom

Postagens Relacionadas