Os sinais ocultos de que sua empresa é saudável

sinais-ocultos-empresa-saudavel-topo

Um paradoxo interessante: o crescimento de vendas resulta em um menor fluxo de caixa. Isso porque o aumento de custos chega ao caixa antes do resultado das vendas. Certa vez, um empresário disse ter ido a um banco pedir empréstimo e estar certo de que aquele era o início do fim. Ele recorreu ao crédito porque a empresa estava crescendo rápido e o fluxo de caixa ficou estrangulado. O empréstimo, na verdade, era um pouco de ‘fôlego’ para continuar crescendo.

Outro ponto diz respeito aos investimentos e a diversificação de produtos. Uma empresa saudável conjuga a qualidade dos investimentos à sua capacidade de sobreviver aos ciclos de negócios. Observe em que a empresa está investindo: novos produtos, novos mercados ou expansão da produção? Investimentos rotineiros nesses campos são ótimos sinais.

Poucos empresários, porém, se preocupam em enxergar os dados de investimento, preferindo manter o foco no dia-a-dia do negócio. Um empresário do Sul se orgulhava de estar construindo a mais moderna sede da empresa na cidade. Em vez de investir no negócio, a obra devorou seu fluxo de caixa em seis meses. A empresa entrou em apuros. Os custos não trouxeram retorno para o negócio.

Se os executivos da empresa estão confortáveis no seu papel, isso também é um bom sinal. Mas, estar confortável não significa acomodado. O executivo ideal combina medo, arrojo, paranoia e contentamento. E isso influencia no clima da organização. Executivos motivados e adaptados à empresa ajudam a criar um bom ambiente organizacional e isto é um excelente sinal de sucesso.

Muitas vezes, a rotatividade em pequenas empresas vem do péssimo ambiente criado dentro da organização. Um objetivo comum e compartilhado é mais do que meio caminho andado para o sucesso empresarial.

Fonte: Revista EXAME

Postagens Relacionadas