• Ed. Salvador Trade Center
  • (71) 4042-1341​⁠​
  • (71) 98798-2767​⁠​

5 formas de manter os talentos na sua empresa

Mais difícil do que encontrar profissionais competentes para trabalhar numa pequena ou média empresa é manter aqueles que se destacam. Segundo a professora de liderança e carreira da Business School Cristina Camargo, apesar de precisar disputar talentos com as grandes corporações, as empresas menores tem grandes pontos a favor, que devem ser explorados. “Há uma ligação mais direta com o dono, as pessoas fazem diferença, não são apenas mais um número”, destaca.

Para a especialista, é essencial que empreendedores saiam da posição de pequenos e pensem grande. “Ele vai atuar como uma empresa pequena, mas com uma forma de pensar global”. Para manter os bons profissionais na sua empresa, sem extrapolar as contas ou perder o controle da gestão, o melhor é se planejar.

1. Permita o contato com todas as áreas

Como ressalta a professora, negócios de menor porte permitem às pessoas uma visão mais sistêmica, participando de todas as áreas. “Em uma empresa muito ampla, os funcionários até conseguem ter uma visão superficial de toda a organização, mas se focam em uma área especifica”. Segundo ela, a visão geral da corporação atrai a maioria dos profissionais.

2. Defina objetivos claros

Pequenas e médias empresas costumam ser desorganizadas. Porém, definir planos de crescimento, com metas, é essencial para manter o negócio e fazê-lo prosperar. “Uma coisa que garante a motivação é fazer as pessoas participarem de um planejamento estratégico para organizar a empresa”. Segundo Camargo, investir em planos envolvendo os colaboradores faz com que eles se sintam parte do negócio. “Isso faz com que o profissional vista a camisa, já que quebra o nível de hierarquia existente e faz com que cada pessoa seja vista.”

3. Tire o foco do dono

O professor do curso de Administração da ESPM Adriano Gomes diz ser interessante reunir um conjunto de pessoas de cada área da empresa, que represente o restante dos colaboradores. Esse comitê deverá definir os objetivos, a forma como serão medidos (em volume de vendas, dinheiro, lucro, dias) e o período em que isso será analisado. “Cada gestor fica responsável por atingir as metas dentro da sua área, mas há uma interação de toda a empresa e uma força conjunta para que os objetivos sejam alcançados. Isso engaja funcionários.”

4. Divida os lucros

Segundo Gomes, o empresário não deve se ater ao significado de lucro como premissa para remunerar o funcionário, mas definir um conjunto de resultados que quer obter. “Pode ser que a produtividade da empresa tenha melhorado e seria inteligente remunerar as pessoas que tivessem alcançado esse resultado”.

Quem deseja apostar nesse tipo de benefício aos funcionários deve apostar no trabalho conjunto. “Tem que passar um grau de responsabilidade aos funcionários para que eles participem. Os resultados não podem ser forçados, mas construídos junto com a equipe”.

5. Ofereça sociedade

A professora da BSP lembra, ainda, outra forma de manter funcionários. “Há empresas apostando na transformação dos talentos em sócios, com a oferta de parte das ações da empresa, por exemplo”. Segundo ela, essa seria uma forma eficaz de estimular boas iniciativas: note quem realmente se destaca e tem uma visão compatível com a empresa para propor sociedade. “Com certeza, as pessoas que mais se sobressaem são aquelas que se identificam com o negócio.”

Fonte: Exame

Posts Relacionados