3 perguntas rápidas para avaliar as finanças da sua empresa

3-perguntas-rapidas-avaliar-financas-topo

Dominar finanças não é uma opção para os empreendedores, é essencial. Conhecer bem os números do seu negócio ajuda a encontrar falhas e caminhos para crescer com mais força. Além disso, dá um controle maior sobre o que está sendo gasto e quais produtos tem uma margem de lucro melhor, por exemplo.

Com a ajuda de Maurício Galhardo, especialista em administração financeira e sócio–diretor da Praxis Education, selecionamos três perguntas que falam muito sobre como os empresários lidam com as finanças do negócio.

1. O salário dos sócios é exagerado?

Ser dono de uma pequena empresa não significa retirar dinheiro do caixa a qualquer hora e por qualquer motivo. Para o especialista, o salário dos sócios pode ser composto por três formas de retirada principais: retirada por atividade, pró-labore e distribuição de lucros.

A retirada por atividade acontece para quem realmente participa da operação do negócio. Já o pró-labore é um valor fixo, pago ao sócio por mês. Assim como um salário, este valor deve estar de acordo com o porte da empresa e com o mercado. Outra possibilidade é a distribuição de lucros, ao final de cada mês ou de um período determinado.

2. Você conhece sua rentabilidade?

A rentabilidade é um indicador do desempenho de um negócio e mede o potencial de retorno do investimento feito na empresa. Se você não sabe esse número, basta dividir o lucro pelo valor do investimento inicial (ou o valor atual da empresa). O resultado, em percentual, representará a rentabilidade deste negócio no período em análise. Com este dado em mãos, é possível saber se a empresa está dando retorno como o esperado e avaliar se é preciso fazer mudanças.

3. Sua empresa é mesmo lucrativa?

Saber como sua gestão afeta o negócio é essencial. Um dado importante para isso é a lucratividade. Para calculá-la, é preciso conhecer os dados financeiros da empresa, apresentados no Demonstrativo de Resultados do Exercício (D.R.E.). A diferença entre as vendas e os gastos indica se há lucro ou prejuízo e dá ao empresário condições para tomar medidas e atingir suas expectativas financeiras.

Fonte: Revista EXAME

Postagens Relacionadas