• (71) 0000-0000
  • (71) 0000-0000

3 fatores indispensáveis para escolher o local da sua empresa

Além de precisar pensar nos tipos de produtos e serviços oferecidos, estabelecer preços, montar um plano de negócios e conseguir investimentos, quem está chegando ao mercado precisa avaliar o local em que a empresa vai funcionar. E esta tarefa está entre as grandes dificuldades de empreendedores iniciantes – e até dos mais experientes.

Embora 43 novos shoppings estejam em construção no país, como mostram dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), a procura por pontos comerciais não será suprida download microsoft's html help-workshop. Um recurso em moda para driblar os altos valores cobrados são os empreendimentos mixed-used, que agregam escritórios, apartamentos, lojas, flats e shopping em um mesmo prédio.

Apesar da busca por soluções, os aluguéis de pontos comerciais têm preços em pleno crescimento – especialistas em mercado imobiliário esperam um aumento de 100% sobre os preços já praticados até a Copa do Mundo de 2014 apple betriebssystem kostenlosen.

Além do valor, outra questão a ser levada em consideração, destaca o professor da Faculdade de Administração da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) Armando Terribili, é a existência de mão de obra qualificada por perto. “Treinar funcionários também é oneroso”.

Com a mesma linha de pensamento, ele destaca a necessidade de averiguar a infraestrutura da região de instalação vintage font download. “Importar matéria-prima também é caro. Por isso, é melhor para uma fábrica de cocada, por exemplo, estar instalada no Nordeste e não no Sul.”

Especialistas ouvidos por Exame.com destacaram outros fatores a serem considerados na escolha do melhor local para instalar uma empresa.

1. Casa X ponto comercial

Para quem quer economizar e não se importa de disponibilizar a sala ou um quarto da casa para o empreendimento, sugere-se pensar bem antes de renovar a mobília e fazer o cômodo parecer uma loja kann man bei amazon music unlimited musik downloaden. De acordo com Terribili, não se deve apostar no conforto do lar para qualquer tipo de empreendimento. “Trabalho feito em casa é aquele em que você não tem interação com cliente ou fornecedor, que pode ser feito com computador e telefone.”

Um exemplo citado pelo especialista é o ramo de panificação. “Padaria é algo que depende da passagem de pessoas. A atratividade está no próprio ponto comercial”, diz. A exceção, afirma ele, seria um negócio que exige pouco contato com clientes, como uma loja virtual, com a ressalva de se ter um ambiente próprio, com estrutura para reuniões bloons tower defense 6 kostenlos download.

Rose Mary Lopes, coordenadora do núcleo de empreendedorismo da ESPM. cita também a possibilidade de instalar a empresa em estações de trabalho ou espaços de co-working. “Isso funciona para casos de consultoria, por exemplo, em que pouco provavelmente o cliente irá até você. O mais comum é que você vá até o local de trabalho do cliente”, diz minecraft server zum herunterladen kostenlos.

2. Alugar X comprar

Comprar um imóvel comercial é uma das ideias que pode passar na cabeça de um empreendedor com dinheiro em caixa, que queira fugir do aluguel. A dica, no entanto, é ter cautela.

Na visão do professor da FAAP, o pequeno empreendedor, especialmente o iniciante nos negócios, deve ter cautela ao decidir comprar um ponto para instalar sua empresa netflix herunterladen pc windows 8.

Segundo Terribili, nessa fase, ainda não se tem noção de quanto o empreendimento pode crescer. “Às vezes, ele vai querer expandir logo e poderia ter aplicado melhor o dinheiro do que com a0, compra do imóvel.”

Rose compartilha da mesma opinião. Para ela, adquirir um ponto seria uma decisão prematura na abertura do primeiro negócio. A sugestão da especialista é fazer simulação e estimar os resultados da empresa caso o dinheiro investido na compra do imóvel fizesse parte do fluxo de caixa, gastando com aluguel download mp3 from internet. “É mais prudente comprar quando você já sabe que o negócio vingou, que tem perspectivas, aí pode ser o caso de comprar em função do crescimento do negócio”, diz Rose.

3. Visibilidade X logística

Cada tipo de negócio se adequa a uma realidade de localização. “Se é algo que demanda entrega, o melhor é estar próximo a uma rodovia para escoar melhor a mercadoria”, avalia a coordenadora da ESPM whatsapp profilfotos herunterladen.

Ainda em relação à logística, o professor Terribili destaca a proximidade com o consumidor como uma economia e exemplifica: “Tem que ver o quão perto do cliente você vai estar. Não adianta produzir em Manaus se quem compra está no Sudeste.”

No caso de comércio de varejo, o melhor é ficar em um local de boa visibilidade imagechef. No entanto, isso não basta: é preciso estudar não apenas o local de instalação da empresa, mas o mercado em volta, o acesso e a quantidade de pessoas que passam por lá diariamente.

“O empreendedor tem que manter os pés no chão e ter calma. Às vezes, se empolga e acaba alugando ou comprando imóveis sem necessidade e além de suas posses, em locais de pouca rentabilidade”, explica Rose.

Fonte: Exame

Posts Relacionados