4 lições que um bombeiro me ensinou sobre marketing digital

4-licoes-bombeiro-marketing-topo

“Eu sou bombeiro.”

Será que um bombeiro realmente poderia saber tanto assim sobre marketing digital? Será que eu poderia aprender algo com ele?

Para poder lhe contar esta história, eu preciso antes lhe perguntar:

Alguém alguma vez já tentou lhe perguntar mais sobre o que você faz exatamente ou que diabos são todos aqueles artigos com um monte de siglas que você insiste em postar no Facebook?

Ou perdeu um bom tempo tentando explicar como o marketing digital funciona e como, na verdade, não é tão complicado assim?

Mas mesmo depois de toda explicação invariavelmente as pessoas acabam com aquela cara de:

“Mas, hein!?”

Pois é. Eu sei como é.

Por muito tempo tento explicar para as pessoas como eu trabalho 100% online e como, por causa disso, estou me mudando temporariamente para a Tailândia. Estou indo para lá para iniciar uma viagem ao redor do mundo levando o meu, “escritório” (aka, meu laptop), nas costas.

Como trabalho online, que diferença faz se estou aqui ou perdido em algum templo budista?!

(Contanto que esse tenha uma conexão de 10+ Mbs claro.)

Mas mesmo assim as pessoas parecem não entender direito como tudo funciona.

“Ésse-o quê?! Otimização de sites? Mas de onde vêm o tráfego? Google? Não é tipo uma loja no Mercado Livre? Ahh então é um site de compras coletivas … não?!”

Não.

Exatamente por essa dificuldade enorme e para me economizar pelo menos uns bons 30 minutos TODA vez que alguém me pergunta exatamente o que eu faço, que eu decidi resolver isso. Não podia perder tanto tempo e algo deveria ser feito. Felizmente achei uma solução. Simples, rápida e indolor (na maioria dos casos).

Hoje, toda vez que alguém me pergunta o que eu faço, eu simplesmente respondo:

“Eu sou bombeiro.”

Pronto.

Simples. Prático. Entendível em menos de 5 segundos.

Perfeito.

Por um tempo experimentei responder que eu era “cientista”, mas essa na maioria das vezes era PIOR. Gerava mais e mais perguntas e a vida das formigas africanas vermelhas não parecia me interessar muito para falar.

Mas enfim, problema resolvido.

Só que após isso eu comecei a me perguntar por que tantas pessoas têm TANTA dificuldade em entender o “mundo online”. Quase como se fosse um mundo diferente do que elas estão acostumadas a viver. E pior ainda:

Por que as pessoas têm tantas dificuldades de utilizar a web para seus negócios ou até criar um negócio na internet?

Claro, há diversas diferenças, mas a maioria das regras de marketing e de negócios se aplicam tanto no mundo real como na internet. É questão de adaptar as mesmas regras para o mundo virtual – e isso nem é tão difícil!

Então aqui vão algumas dicas e lições que aprendi durante todo este tempo que trabalhei como “bombeiro” que realmente me ajudaram. 5 dicas rápidas que você pode começar a aplicar hoje mesmo e catapultar os seus resultados.

4 lições em marketing digital… por um “bombeiro”

Vamos lá:

#1: Um cliente já existente vale de 3 a 10x mais que um cliente novo

Isso é fundamental! As pessoas insistem e insistem em tentar atrair novos clientes quando na verdade elas deveriam estar cuidando dos que ela já tem!

É MUITO mais fácil você vender para um cliente que já provou com dinheiro, e não com simples intenções ou em respostas em pesquisas, algum outro produto seu do que tentar conquistar um novo cliente e passar por todo processo de novo. Claro, ainda antes de tudo, você tem que se certificar que o seu mercado de atuação REALMENTE possui um alto potencial de lucro e é rentável. Basicamente saber se há ou não um pote cheio de ouro no final do arco-íris.

Numa comparação para deixar mais claro, qual é mais fácil:

  • Você levar para cama e praticar a antiga arte do amor com a sua namorada de anos OU
  • Uma garota que você conheceu hoje a noite?!

O que já me leva para a segunda lição:

#2: Crie uma relação antes de tudo

Outro dia, alguém que eu mal conheço e mal conversei apareceu, DO NADA, com a seguinte mensagem:

Essa é a PIOR maneira de se pedir um favor ou se vender algo.

O segredo está em primeiro se construir uma relação com seu possível e futuro cliente. Ai depois podemos fazer uso do que o mestre Robert Cialdini cita em seu brilhante livro “Influência” chama de “Reciprocidade”. Isto não é nada mais do que aquele sentimento que sentimos de quase uma “dívida” com alguém se esta nos faz um favor ou nos traz algum benefício.

E para fazermos isso da melhor maneira, devemos seguir a lição número 3:

#3: Esqueça você, o que importa são os outros

Responda rápido: quem é pessoa mais importante do mundo, hoje?

Pensou?

Simples.

Eu (do meu ponto de vista). Você (do seu ponto de vista).

O que eu quero dizer é que para aumentar exponencialmente as suas chances de sucesso, você deve esquecer completamente o que VOCÊ quer, o que VOCÊ pretende e o que VOCÊ deseja. O que você deve fazer é se concentrar no que ELES querem, no que ELES precisam e no que ELES desejam.

É fundamental que você comece sempre pelos seus clientes. Para isso, você precisa definir exatamente quais os problemas que os seus clientes estão enfrentado e ajudá-los a resolver da melhor maneira possível.

Nas palavras do sábio Zig Ziglar:

“Você pode conseguir absolutamente TUDO o que você deseja em sua vida … contanto que você ajude um número suficiente de pessoas a conseguirem o que ELAS querem!”

Ponto.

#4: conecte o emocional com o informacional

Outro erro comum que vejo muitos cometerem é o fato de achar que simplesmente por ter algo importante ou de valor a ensinar, basta escrever e puf!, tudo vai dar certo. Artigos serão compartilhados, convites para aparecer no Jô serão feitos … talvez até no Altas Horas!

Já aconteceu de você publicar algo que você tem certeza absoluta que é útil e realmente poderia ajudar muitas pessoas… e parecer que só você acha isso!?

Quer saber como resolver esse problemas?

Simples.

Conecte o emocional com o informacional.

BeagleNão fale somente “vou lhe ensinar agora uma técnica para fazer o seu cachorro parar de latir em menos de 30 minutos”, que num primeiro olhar pode parecer suficiente, mas sim:

“Vou lhe ensinar agora uma técnica para fazer o seu cachorro parar de latir em menos de 30 minutos para que não só a sua mulher, finalmente, pare de reclamar e ameaçar “Ou eu, ou ele!” e seus vizinhos parem de lhe ameaçar com multas por barulho, mas também para que você não perca seu emprego por não conseguir dormir direito a noite.”

Bingo.

Agora você deu um motivo real e emocional do porquê o cidadão deve prestar atenção no que você tem a ensinar. E isso faz TODA diferença do mundo.

Estas são somente algumas das técnicas que aprendi durante esses anos trabalhando com marketing digital. Elas com certeza vão lhe ajudar a melhorar seus resultados na internet e você pode começar a aplicá-las HOJE mesmo.

Fonte: Blog Midia8

Postagens Relacionadas